(47) 3321-2900

O que o faturamento por metro quadrado pode dizer sobre a sua loja

Faturamento por metro quadrado é uma métrica internacional muito utilizada por supermercados e grandes lojas, por ser uma maneira fácil de calcular a metragem ideal de uma nova operação de acordo com o faturamento previsto ou ainda acompanhar e comparar a rentabilidade de uma loja. Porém, todos os tamanhos e segmentos de redes podem se beneficiar ao acompanhar essa métrica de perto.

 

 

Informação clara de custos x lucros

Para qualquer proprietário de loja, calcular todos os custos envolvidos em abrir uma nova operação é o primeiro passo. E, ao dividir o faturamento previsto por todos esses custos, é fácil determinar qual deve ser o tamanho ideal dessa nova loja, como será necessário otimizar cada espaço para atrair mais o cliente e ser mais rentável.

Para se calcular o faturamento ideal por metro quadrado, o faturamento esperado pela área total de vendas. Por exemplo, se uma nova loja de 50m² tem um faturamento esperado de R$150mil por mês, pode-se afirmar que o metro quadrado precisa rentabilizar R$3mil por mês. Com esse dado em mãos, é fácil encontrar quais áreas não estão dentro do planejado e quais produtos ou grupos estão rendendo abaixo e devem ser melhor trabalhados.

E, para o cálculo de custos, basta dividir o custo mensal de todas as despesas (aluguel, luz, salários, encargos etc) pela metragem. Ao entender quanto custa cada m² da operação, tenho certeza que você irá se preocupar muito mais com a organização da loja, a exposição de produtos e com o estoque.

 

Estoque sem giro é prejuízo

Como mencionei, ao saber quanto custa o m², aquele estoque parado há semanas se torna claramente um prejuízo, pois todo dia ocupa uma metragem e não está trazendo lucros para tornar a operação rentável. Além de impedir a compra de novos produtos que poderiam trazer um faturamento mais interessante para a loja.

Dessa forma, é fundamental ter um controle rígido do estoque e planejá-lo de forma estratégica, pois mesmo que ele não entre no cálculo de faturamento por m² (uma vez que se conta apenas a área de vendas), ele entra na base de custos. Então, ao perceber que alguns produtos estão ficando estocados, pense em estratégias para reverter esse cenário.

 

Identificar áreas quentes e frias da loja

As áreas quentes são aquelas que possuem maior fluxo de pessoas e maior rentabilidade, do outro lado, as frias são as com menor faturamento. É possível identificar essas regiões de acordo com a organização da loja ou com uma solução de contagem de fluxo de pessoas.

Sabendo isso, você pode valorizar e destacar as áreas frias para torná-las mais rentáveis, posicionar produtos A da Curva ABC e os lançamentos nas áreas quentes.

 

Comparar lojas de forma real

Se você tem mais que uma operação, sabe que para compará-las não basta somente olhar a venda líquida de cada uma. O faturamento por m² é uma métrica interessante para isso, já que considera todos os custos de uma loja, mesmo que eles se diferenciam bastante de um lugar para o outro, como o aluguel dentro de um shopping e outro na rua ou a quantidade de funcionários necessária.

Nesse sentido, um quiosque pode ser mais rentável que uma loja de porte médio, por exemplo, pois o aproveitamento do espaço é todo otimizado. Assim, é possível comparar não somente os diferentes formatos de loja, mas também em diferentes localizações, cidades e até países.

 

Sua vez de falar

Deixe seu comentário:

Seu email não será publicado.