(47) 3321-2900

Pizzaria começa a fazer entregas com drones

Veículos aéreos são feitos de fibra de carbono, alumínio e componentes impressos em 3D.

 

Após alguns anos testando protótipos, a pizzaria Domino’s lançou oficialmente na última terça-feira, 15, o seu serviço de entrega por drones. As entregas estão sendo realizadas por meio de uma parceria com a empresa neozelandesa de drones Flirtey.

 

Os drones da Flirtey são autônomos, feitos de fibra de carbono, alumínio e componentes impressos em 3D. Ele utiliza software proprietário da Flirtey, que além de lhe permitir entregar pizzas, faz com que ele volte à base caso perca o sinal do GPS ou fique com pouca bateria. Ele possui uma caixa especial para acomodar as pizzas e permitir que elas cheguem quentes mesmo quando chove. Ao chegar a seu destino, o drone baixa essa caixa por meio de uma corrente até o consumidor.

 

Segundo a companhia, o intuito é que os drones sejam integrados à sua frota de entregas, e não que eles substituam totalmente os entregadores. O sistema online de pedidos da pizzaria está sendo atualizado para incluir tanto drones quanto entregadores, e otimizado para selecionar a forma de entrega mais adequada em cada caso.

 

No futuro, o objetivo da empresa é entregar pizzas num tempo máximo de até 10 minutos, usando tanto drones quanto motoristas. Inicialmente, apenas alguns clientes da Domino’s na Nova Zelândia poderão receber suas pizzas por drones. No entanto, a empresa anunciou que pretende “lançar entregas de pizza por drone em uma escala cada vez maior no futuro próximo”.

 

Embora possa parecer que a tecnologia seja o principal obstáculo à expansão desse tipo de entrega, em alguns casos as leis são um obstáculo ainda maior, como aponta o Engadget. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Flirtey já realizou uma entrega de remédios em uma região distante como teste, mas ainda não conseguiu se expandir devido a obstáculos regulatórios da FAA (órgão regulador da aviação nos EUA). No Brasil, a 99Táxis já pensa em usar drones para entregar pizzas também.

 

Fonte: IP News

Sua vez de falar

Deixe seu comentário:

Seu email não será publicado.