(47) 3321-2900

Valor do Bitcoin despenca mais de 50 por cento em um mês após atingir sua máxima

Nos últimos dias, praticamente, todas as principais moedas virtuais estão enfrentando uma queda significativa desde a última terça-feira, 16, se agravando nesta quarta-feira, 17. O que tem fortalecido o discurso das pessoas que alertavam que as criptomoedas passavam por um momento de bolha.

 

 

A Bitcoin, criptomoeda mais conhecida e valorizada do mundo, despencou 20% nas últimas 24 horas segundo o site CoinMarketCap, que monitora a flutuação dos preços neste mercado. A queda acentoada marca uma retração de mais de 50% na comparação com o preço máximo da moeda de aproximadamente US$ 20 mil em 17 de dezembro. Nesta quarta-feira, ela chegou a valer cerca de US$ 9.600.

Admiradores da criptomoeda se tranquilizam afirmando que as variações, ainda que bruscas, são naturais deste mercado, mas é um fato que desde que a escalada da bitcoin começou na segunda metade do ano passado, não houve nenhum movimento de correção tão grave quanto o atual.

 

O mercado parece afetado pelo fechamento da Bitconnect, uma corretora de moedas virtuais que foi acusada de gerenciar um esquema de pirâmide, prometendo lucros exorbitantes para quem comprasse seus tokens (também chamados de Bitconnect, abreviados como BCC) em um sistema que permitia emprestar suas moedas. A empresa era bastante conhecida, embora tivesse criado uma fama terrível entre os entusiastas das criptomoedas, justamente pela pirâmide.

 

Como resultado do fechamento da Bitconnect, seu token, o BCC, virou pó do dia para noite, desvalorizando cerca de 95% no momento do fechamento do texto, passando de mais de US$ 400 no início de janeiro para apenas US$ 7 nesta quarta-feira.

 

Fonte = Olhar Digital

Sua vez de falar

Deixe seu comentário:

Seu email não será publicado.